Buscar

21/08/2019 21/08/2019 13h18m

Complexidade da obra do Calçadão exige adequação dos projetos complementares para minimizar impactos


Intervenções estruturais mais detalhadas e profundas são necessárias para que a reconstrução do Calçadão seja duradoura

A reconstrução definitiva do Calçadão Salvador Isaia será um novo passo do Governo Municipal rumo ao pleno desenvolvimento de Santa Maria. Para garantir que a obra seja duradoura e considerando a complexidade da intervenção estrutural, os projetos complementares indicaram a necessidade de adequação e alteração para minimizar o impacto às pessoas e aos lojistas. Em função disso, o começo da obra dependerá da conclusão desses projetos, que estão em andamento.

Os projetos complementares, como hidráulico e elétrico, são essenciais, pois integram e completam o projeto arquitetônico. Assim que refeitos, eles servem como um guia para a execução da obra, já que garantem as melhores soluções e dão condições de acesso e eficiência à construção. Dessa forma, a Prefeitura considera cada aspecto dos projetos complementares, pois entende que sua finalização é fundamental para a execução do novo Calçadão.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk, lembra que as intervenções estruturais que serão refeitas no espaço são complexas e o resultado será um Calçadão novo, moderno e refeito, praticamente, do zero.

“Sabemos que, assim que começarem as obras, alguns transtornos serão inevitáveis, mas o resultado é o pleno desenvolvimento, já que não será uma reforma, mas um Calçadão novo e que vai ficar por muito tempo para os santa-marienses”, destacou o secretário Ewerton Falk.

Com objetivo de ser ainda mais transparente e de incluir a participação das entidades de classe do Município nas propostas do Poder Público, a Prefeitura de Santa Maria, na noite de terça-feira (20), apresentou aos lojistas da cidade os projetos complementares do novo Calçadão.

Os ajustes foram apresentados na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A iniciativa foi comandada pelo secretário Ewerton Falk. Na oportunidade, representantes das entidades destacaram a importância da aproximação entre o Poder Público e os lojistas e, ainda, ressaltaram os pontos positivos da obra. Apesar de entender que os transtornos serão inevitáveis, eles ressaltam a importância da iniciativa da Prefeitura. Também participou da reunião, o vice-presidente do Instituto de Planejamento (Iplan), Marco Jacobsen.

“Essa transparência do Poder Público com os lojistas é fundamental, pois inclui opiniões e garante trocas de experiências. Entendemos como positivo o encontro, pois a Prefeitura conseguiu dimensionar a obra, os problemas reais que ocorrerão, a solução definitiva e o bem coletivo”, destacou Fernando Isaia, diretor da Eny Calçados.

“Estamos acreditando e apostando nesse projeto. Entendemos a boa vontade do Poder Público e, também, a preocupação dos lojistas, mas, sabemos que será uma intervenção positiva”, complementou a presidente do CDL, Marli Rigo.

NOVO CALÇADÃO

A reconstrução do Calçadão será possível em função de uma alteração no Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial, realizada em 2018, que permite o direcionamento de medidas compensatórias a empresas de grande porte que se instalam em Santa Maria. Conforme o contrato firmado entre o Município e uma empresa de Erechim, que fará empreendimento imobiliário na cidade, serão removidos o atual pavimento e colocado novo, revistas normas de instalações elétricas e de comunicação e trocado o mobiliário. Tudo com garantia de longevidade.

 

Texto: Maurício Araujo (Mtb 17.781)
Arte: Divulgação/Prefeitura
Superintendência de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria

Fotos

         

Voltar | Mais Notícias | Página Inicial





Prefeitura Municipal de Santa Maria
Centro Administrativo, Rua Venâncio Aires, 2277
Expediente externo: 7h30 às 13
Telefone: (55) 3921.7000 CEP: 97010-005

© Copyright 2020, Todos os direitos reservados.

Topo da Página | Página Inicial