11/09/2017

Para qualificar o serviço, equipes de ESFs do Município passam por avaliação do Ministério da Saúde

Avaliação inclui aplicação de questionário com a equipe de profissionais e usuários (Foto: Deise Fachin)

Atividade é realizada nas 16 ESFs da cidade e no Centro de Especialidades Odontológicas até quarta-feira e contempla o terceiro ciclo do PMAQ-AB no país

 

Desta segunda-feira (11) até a próxima quarta-feira (13), entrevistadores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) estão percorrendo as 16 equipes de Estratégia Saúde da Família (ESFs) e o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Santa Maria para realizar uma avaliação externa dos serviços prestados. A atividade contempla o terceiro ciclo de ações do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), do Ministério da Saúde, criado em 2011.

A avaliação consiste na aplicação de questionários com as equipes das Unidades de Saúde, com os usuários e com a gestão municipal. A intenção é avaliar os serviços de forma geral, desde a parte estrutural e de instrumentos, à questão dos atendimentos e os processos de trabalho, entre os outros itens.

De acordo com o supervisor da equipe, Geordano de Moura, nove entrevistadores estão atuando em Santa Maria, divididos em duplas para percorrer as unidades. Conforme ele, seis módulos são avaliados: estrutura física da unidade; forma de trabalho; satisfação dos usuários; avaliação do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf, que é uma equipe de apoio que atua junto à ESF); estrutura da Saúde Bucal das unidades; e equipe da Saúde Bucal.

“Essa é uma das fases do processo de avaliação, que busca identificar como está a evolução das equipes no seu ambiente de atuação”, explica Moura.

Conforme a superintendente de Atenção Básica do Município, Maria Suzana Lopes, para passar pela avaliação, as equipes precisam estar cadastradas no PMAQ-AB, realidade de todas as ESF de Santa Maria hoje. Antes das ações desse terceiro ciclo, Suzana explica que as equipes já realizaram uma autoavaliação, além de terem que atingir indicadores de qualidade propostos pelo Ministério.

“Esse programa é uma estratégia do Ministério para que a atenção básica evolua cada vez mais. São avaliadas questões de infraestrutura, de processo de trabalho, de participação do usuário e do trabalhador. Tudo isso é um incentivo à qualificação do serviço”, explica Suzana.

Segundo a superintendente, a participação no PMAQ garante também o repasse de recursos para as equipes. Dependendo de como for a avaliação é determinado o valor (quanto melhor o desempenho, mais incentivos financeiros serão repassados), sendo que as equipes recebem as verbas em duas parcelas no ano.

As respostas obtidas pelos avaliadores após a aplicação dos questionários nas Unidades de Saúde são enviadas ao Ministério da Saúde. O resultado é repassado posteriormente, depois que a avaliação é concluída em todo o país.
 

Texto: Mariana Fontana (Mtb 17.770)
Foto: Deise Fachin
Superintendência de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria







Secretaria de Município da Saúde
Endereço:
Av. Nossa Senhora Medianeira, 355
Expediente externo: 7h30 às 13h
Telefone: (55) 3921-7095 CEP: 97060-001
E-mail: saude@santamaria.rs.gov.br


© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento STI/SMG

Topo da Página | Página Inicial