Buscar

27/04/2022 12/05/2022 20:11m


Distrito Criativo Centro-Gare é lançado em evento que oficializou a governança da iniciativa


Alex Caceres (Prefeitura)

Ideia é impulsionar a economia do Centro de Santa Maria a partir de ações nas áreas da infraestrutura, inovação, cultura, educação, esporte e lazer

O Distrito Criativo Centro-Gare foi lançado oficialmente na noite nesta quarta-feira (27), em evento realizado para convidados no Theatro Treze de Maio. A ocasião reuniu representantes das cerca de 20 instituições de Santa Maria que, junto à Prefeitura, fazem, agora, parte da chamada “governança” da iniciativa. Aos presentes, também foi apresentada a marca do Distrito Criativo Centro-Gare, desenvolvida pelo professor Roberto Gerhardt, do curso de Design da Universidade Franciscana (UFN), o site e as redes sociais do Distrito Criativo Centro-Gare (Facebook e Instagram).

Foram convidados a participar da governança a Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (Adesm), a Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia (Agittec), a Associação de Hotéis, Restaurantes e Agências de Viagens (Ahturr), a Amigos da Gare, o Atelier da Gare, o Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (Comphic), o Coletivo Memória Ativa, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Sicredi, o Sindilojas, o Theatro Treze de Maio, a UFN, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a Associação de Moradores da Vila Belga, a Vila Belga Empreende, a Arquidiocese de Santa Maria, o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais (Secovi) e a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (Cacism). A união de todos foi simbolizada por um pergaminho entregue a cada um dos líderes.

Essas instituições e a Prefeitura de Santa Maria irão trabalhar para alcançar os objetivos estratégicos estipulados após o processo de levantamento dos desafios do Distrito Criativo, que iniciou ainda em agosto do ano passado. Desde então, foram ouvidas mais de 550 pessoas em workshops, formulários online e urnas espalhadas em estabelecimentos da região do Centro Histórico Ferroviário. 

Para o vice-prefeito Rodrigo Decimo, que recepcionou os convidados junto com o prefeito Jorge Pozzobom, o evento foi marcante porque serviu para deixar claro um aspecto essencial do Distrito Criativo: não é um projeto somente da Prefeitura, mas, sim de toda a comunidade santa-mariense: 

“O lançamento marcou o fim de um ciclo, o de levantamento dos desafios e elaboração de um plano de ação, e inicia um outro, o de implementação efetiva do Distrito Criativo. Esse projeto vai revolucionar o Centro de Santa Maria, impulsionar e transformar os arredores por meio da economia criativa, da gastronomia, do lazer, da tecnologia e da educação. Não é uma iniciativa só da Prefeitura, mas das várias instituições que farão parte da governança. Todos são muito importantes para que o Distrito Criativo realmente prospere e se torne uma realidade em Santa Maria”, afirmou Decimo. 

Conduzido por "viajantes do tempo" interpretados pelos atores Patrícia Garcia e Ricardo Paim, o evento também contou com a participação, por meio de vídeos, da economista Ana Carla Fonseca Reis, profissional de atuação reconhecida mundialmente na área de cidades criativas e sócia da empresa Garimpo Soluções, de São Paulo. Além disso, outra presença de destaque foi da secretária adjunta de Cultura do Estado, Gabriella Meindrad, que representou a titular da pasta, Beatriz Araújo, e o governador Ranolfo Vieira Júnior. 

Gabriella, que é de São Vicente do Sul, cidade da Região Central, assim como Santa Maria, destacou a importância que a economia criativa já tem para o Rio Grande do Sul. Segundo ela, as atividades que têm como base o capital intelectual humano gera mais de 400 mil empregos formais e representam pelo menos 4% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. No seu discurso, a secretária adjunta saudou a união das instituições de Santa Maria em torno do Distrito Criativo. 

"Não podemos falar em economia criativa sem falar em inovação, mas, para termos inovação, é necessário que o patrimônio, a cultura e a arte sejam valorizados. Santa Maria nos brinda essa noite com essa valorização. Quando vejo a apresentação, percebo ainda mais a importância da união entre o poder público e a sociedade civil organizada", disse Gabriella. 

A diretora do Museu de Arte de Santa Maria (Masm) e artista Marília Chartune pintou, enquanto o evento era realizado no palco do Theatro Treze de Maio, um quadro que reuniu os símbolos do Centro Histórico de Santa Maria e a marca do Distrito Criativo Centro-Gare. 

O QUE É O DISTRITO CRIATIVO?

Conceitualmente, são espaços urbanos criativamente transformados por pessoas que colaboram entre si em prol do desenvolvimento econômico sustentável. São áreas da cidade onde as pessoas desejam viver, trabalhar e se divertir porque ali sentem pulsar autenticidade, movimento, transformação e inspiração. Norteado por essa ideia, a Prefeitura de Santa Maria iniciou um movimento para impulsionar a economia do Centro Histórico Ferroviário. 

O território onde o projeto será implementado está compreendido na área entre a Praça Saldanha Marinho e a Gare, tendo a Avenida Rio Branco como eixo principal, englobando duas quadras para cada lado da avenida e toda a extensão do Parque Itaimbé. A intenção é criar nessa região um ambiente com atrativos para investir, morar, trabalhar, estudar e se divertir. 

Parte das melhorias na infraestrutura, que são, no geral, somente responsabilidade da Prefeitura, já iniciaram. Entre elas, estão em andamento os trabalhos de recuperação do patrimônio histórico. A revitalização das ruas da Vila Belga está em fase final e deve ser entregue em maio. Na Gare, um escritório de arquitetura trabalha nos levantamentos que irão subsidiar uma futura licitação para reforma. Ao mesmo tempo, o Clube dos Ferroviários é alvo de um concurso público do Governo Estado para escolha de um arquiteto que irá realizar os projetos para a obra de revitalização que será feita pela Prefeitura depois. Veja, abaixo, mais ações da Prefeitura que estão em fase de elaboração ou execução. 

Entretanto, Rodrigo Decimo ressalta que o Distrito Criativo Centro-Gare não se limita a entrega de obras. O maior desafio do projeto, segundo ele, é fazer com que a população utilize o Centro Histórico no cotidiano por meio de atividades de inovação tecnológica, de educação, de gastronomia, de cultura, de comércio, de confraternizações e de lazer, por exemplo. E para vencer esse desafio, o processo de implementação do Distrito Criativo está dividido em quatro dimensões: ambiente natural e construído; governanças e políticas públicas; economia criativa; e identidade e recursos culturais. Os objetivos estratégicos estão enquadrados dentro de cada uma desses temas. As ações para atingir os objetivos tomarão corpo a partir das próximas semanas e meses, quando a governança deverá começar a se reunir com maior regularidade. 

“As obras são só uma parte do Distrito Criativo. Elas são a ‘preparação do terreno’ para que o maior dos nossos desafios seja alcançado, isto é, que a população realmente se aproprie do Distrito Criativo, utilize os espaços públicos e dê uma nova vida a lugares intimamente ligados à história de Santa Maria”, explica o vice-prefeito. 

LINHA DO TEMPO – JORNADA DE CONSTRUÇÃO COLABORATIVA

2021

Fevereiro – Formalização com a Via do Conhecimento, grupo de professores e alunos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), para criação do primeiro Distrito Criativo de Santa Maria

Março a agosto – Reuniões de alinhamento, formação do grupo de trabalho, levantamento do território, mapeamento dos atores e pesquisas acadêmicas

18 de agosto – Anúncio do início da construção do projeto do Distrito Criativo 

Agosto a outubro – Etapa de levantamento de desafios

Novembro – Etapa de levantamento de ideias para solução dos desafios

Dezembro – Primeiras reuniões para formação da governança

2022

Janeiro a março – Análise dos problemas e soluções para implantação do Distrito Criativo; validação do Plano de Ação; e definição da marca e identidade visual

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DO DISTRITO CRIATIVO CENTRO-GARE*

Ambiente natural e construído

- Oferecer iluminação pública de qualidade 
- Aperfeiçoar espaços de paisagismo, espaços verdes e de lazer 
- Transformar a Gare da Viação Férrea 
- Ampliar a manutenção das vias urbanas 
- Garantir mobilidade urbana de qualidade 
- Aumentar a atratividade e revitalização estética 
- Melhorar a limpeza e gerenciamento de resíduos 
- Revitalizar o patrimônio histórico 
- Ampliar usos mistos dos imóveis no território 
- Alavancar a Vila Belga 
- Melhorar a acessibilidade 
- Requalificar o prédio Galeria Rio Branco
- Requalificar a região da linha do trem 
- Reduzir o receio de gentrificação (processo de modificação do espaço urbano)
- Revitalizar a Avenida Rio Branco 
- Transformar a Casa de Cultura

Governança e políticas públicas

- Reduzir o sentimento de insegurança e promover espaços mais seguros
- Aumentar o engajamento de atores e a atuação conjunta
- Difundir informações sobre imóveis patrimoniados e incentivar outros usos
- Melhorar o planejamento territorial e agilidade na execução de ações
- Aumentar conscientização e fiscalização sobre poluição visual
- Reduzir burocracia e ampliar a conscientização e fiscalização das políticas públicas
- Reduzir o sentimento de descrença em relação às ações anteriores
- Aumentar investimentos e incentivos públicos e privados
- Reconhecer e gerar oportunidades aos cidadãos em vulnerabilidade social
- Ampliar o diálogo do poder público com trabalhadores informais
- Melhorar o sentimento de presença do poder público

Economia criativa

- Aumentar a movimentação cultural criativa
- Conhecer e divulgar o que se tem para atrair
- Incentivar e fomentar o empreendedorismo
- Valorizar e ampliar empreendimentos gastronômicos
- Alavancar o turismo
- Estruturar um ambiente atraente ao empreendedorismo
- Disseminar informações sobre como empreender
- Valorizar e incentivar artistas empreendedores
- Formar e reter talentos empreendedores

Identidade e recursos culturais

- Formar os cidadãos sobre a história da região
- Preservar a identidade cultural
- Ampliar o sentimento de pertencimento
- Criar uma mentalidade aberta ao novo
- Conscientizar sobre o papel do indivíduo para o coletivo

*Os objetivos serão elencados em níveis de prioridades, com execução previstas para curto, médio e longo prazo, conforme ações definidas pela governança 

MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DO CENTRO JÁ PROVIDENCIADAS PELA PREFEITURA

Drenagem e recuperação do calçamento das ruas Ernesto Beck, Manoel Ribas, André Marques e Doutor Wauthier, na Vila Belga

  • Drenagem está 100% concluída, e calçamento avança para a fase final. Previsão de conclusão da obra é para maio. 

Gare (Estação Férrea)

  • Prefeitura de Santa Maria contratou, em novembro, um escritório de arquitetura para realizar uma série de estudos sobre o prédio da Gare, visto que o local é um patrimônio histórico tombado e futuras obras de revitalização não podem alterar as características originais da estrutura. O trabalho está em andamento e tem previsão de conclusão em 9 de julho. O escritório entregará vários documentos com informações sobre a Gare. Entre eles, estão apontamentos sobre as danificações da estrutura e sobre os materiais presentes na construção, plano de manutenção, maquete 3D e sugestões de uso para a estrutura. Os levantamentos irão subsidiar a licitação para a reforma da Gare. 

Associação dos Empregados da Viação Férrea (Clube dos Ferroviários)

  • A partir de sexta-feira (29), arquitetos interessados em participar do concurso público para escolha do projeto de revitalização do prédio poderão se inscrever pelo site do Iconicidades, iniciativa do Estado que busca fomentar o desenvolvimento da economia criativa nos municípios gaúchos com a utilização de patrimônios históricos. O projeto de revitalização será custeado pelo Governo do Rio Grande do Sul, e as obras ficarão a cargo do Município. 

Iluminação do Centro Histórico

  • Projeto que viabilizará investimentos na iluminação pública urbana de Santa Maria estão em fase de elaboração pela Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos. Essa futura licitação também vai contemplar melhorias na iluminação da região do Centro Histórico. 

Canteiro central da Avenida Rio Branco

  • Prefeitura trabalha na elaboração de um Registro de Preços para poder adquirir pedras portuguesas e realizar a manutenção do calçamento do canteiro, a fim de que as características históricas e originais sejam preservadas.
  • Prefeitura também estuda uma forma de manutenção dos postes ornamentais da Avenida Rio Branco e da Vila Belga, já que é difícil encontrar peças para o conserto das estruturas, que são bastante antigas.

Galeria Rio Branco (prédio abandonado)

  • Prefeitura de Santa Maria já lançou uma licitação para alienação (venda) do prédio. Porém, o processo resultou deserto. Entretanto, o Executivo Municipal já foi procurado informalmente por empreendedores interessados em investir no local. A Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas trabalha para lançar uma nova licitação em breve, como mais uma tentativa de dar uso para a estrutura.

SUCV

  • Em parceria com os condôminos do prédio, a Prefeitura realiza a revitalização da fachada do Edifício João Fontoura Borges. Já foi realizada a lavagem da maioria das paredes externas, assim como o conserto de danificações no reboco, por exemplo. A pintura das paredes deve começar nas próximas semanas. A Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas também trabalha em um Termo de Referência para contratação de uma empresa que recuperará a parte interna do prédio. 

Praça Saldanha Marinho

  • Reforma será realizada pela Construtora Jobim por meio de uma medida compensatória. O projeto arquitetônico e de paisagismo já está em fase de elaboração por parte do escritório Burle Marx, do Rio de Janeiro.

Parque Itaimbé

  • Por meio do programa Avançar no Esporte, do Governo do Estado, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer assegurou recursos para duas ações: modernização da infraestrutura elétrica e de iluminação das quadras esportivas e da concha acústica do Parque Itaimbé e reforma das estruturas das quadras esportivas. A primeira iniciativa, que diz respeito a parte elétrica, já está com projetos prontos e tramita internamente no setor de licitações. Já a segunda, que diz respeito a reforma das quadras, está com os projetos em fase final de elaboração para, posteriormente, a obra ser licitada.

Texto: Rafael Favero (Mtb: 20.291) 
Fotos: Alex Caceres (Prefeitura) e Ariéli Ziegler (Mtb: 18.114)
Secretaria Extraordinária de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria




Fotos

Voltar | Mais Notícias | Página Inicial


Prefeitura Municipal de Santa Maria
Endereço:
Rua Venâncio Aires, 2277
Expediente externo: 8h30min às 13h30min
Telefone: (55) 3921-7000 CEP: 97010-005


Desenvolvimento SITI © Copyright 2022
Todos os direitos reservados.

Topo da Página | Página Inicial