Buscar

12/09/2017 12/09/2017 17h24m

Em parceria com serviços de Saúde do Município, Prefeitura promove ações no Setembro Amarelo

Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) Prado Veppo integra a rede de atenção no Município e atende pessoas com transtornos mentais graves (Foto: Deise Fachin)

Criada no Brasil em 2014, a campanha busca conscientizar a população sobre o suicídio e formas de prevenção

 

No mês dedicado à prevenção do suicídio e promoção da vida, conhecido como “Setembro Amarelo”, a Prefeitura de Santa Maria, por meio do Núcleo de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, promove uma série de ações voltadas à conscientização e ao enfrentamento do autoextermínio, considerado por especialistas como um problema de saúde pública.

As atividades, realizadas em parceria com a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), com o Centro de Valorização da Vida (CVV) e com o Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital Universitário de Santa Maria, por meio da Residência Multiprofissional Integrada em Sistema Público de Saúde e cursos de graduação da UFSM, buscam alertar a população sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo.

Por isso, nesta quarta-feira (13), ocorre o IV Encontro Regional de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio, no Auditório Flávio Miguel Schneider (prédio 42/CCR), no Campus da UFSM. O tema central do debate será o enfrentamento de crises na contemporaneidade. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link.

Já na próxima semana, na sexta-feira (22), a Secretaria de Município da Saúde participa de uma atividade de conscientização e importância do cuidado na prevenção do suicídio. A ação ocorre na Praça Saldanha Marinho, a partir das 8h. O Núcleo de Vigilância em Saúde reforça que, até o final do mês, outras ações serão realizadas.

 

CONJUNTO DE FATORES PODE DESENCADEAR EM SUICÍDIO
A coordenadora da Política de Atenção Psicossocial do Município, Claudia Pinto Machado Melo, e a psicóloga da Secretaria de Saúde, Cristine Theisen, lembram que, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), entre 50 a 60% dos pacientes que se suicidam nunca consultaram com um profissional especializado na área. Isso faz com que um grande número de casos, os quais poderiam caracterizar um comportamento suicida, não cheguem ao conhecimento dos profissionais de Saúde.

“O suicídio diz respeito a uma complexa conjunção de fatores que se somam na vida do indivíduo e não pode, de forma alguma, ser entendido de modo superficial e simplista”, argumenta Cláudia.  

 

ONDE PROCURAR AJUDA NA REDE MUNICIPAL EM SANTA MARIA
A Saúde no Município oferece diversos pontos que compõem a Rede de Atenção Psicossocial. São eles: a Atenção Básica, os serviços de Urgência e Emergência, os serviços de Atenção Psicossocial Especializada e a Rede de Atenção Hospital. Saiba como funciona cada um dele a seguir.

Atenção Básica:

A Atenção Básica caracteriza-se como porta de entrada preferencial do Sistema Único de Saúde (SUS). Um de seus princípios é possibilitar o primeiro acesso das pessoas aos Sistemas de Saúde, inclusive daquelas que demandam cuidado em saúde mental. Desenvolve-se com o mais alto grau de descentralização e capilaridade, estando próxima da vida das pessoas e atuando em um território geograficamente conhecido, possibilitando aos profissionais de saúde uma proximidade para conhecer a história de vida das pessoas e seus vínculos com a comunidade.

O município de Santa Maria/RS conta com os seguintes pontos da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) na Atenção Básica:
- 16 equipes de Estratégias de Saúde da Família (ESF);
- 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS), dentre estas, conta com cinco unidades de Equipes de Agentes Comunitários de Saúde (EACS).

 

Urgência e Emergência:
Segundo a Portaria 3.088/2011, um dos componentes que compõem a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) são os serviços de Urgência e Emergência. Em Santa Maria, a RAPS conta com os seguintes pontos:

- Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), pelo telefone 193.
- Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), localizada na Rua Ary Lagranha Domingues, 188, Bairro Itararé;
- Pronto Atendimento Municipal (PA Patronato), localizado na Avenida Maurício Sirotski Sobrinho, nº 70, Bairro Patronato).

 

Atenção Psicossocial Especializada:
Os serviços da Atenção Especializada caracterizam-se como de média complexidade, realizando atendimento aos usuários seguindo os princípios doutrinários e organizativos do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Política Nacional de Saúde Mental. Esses serviços trabalham na perspectiva da reinserção social e familiar dos usuários e na reinserção no mundo do trabalho por meio de ações de feiras comunitárias. Nesse cenário, o Município conta com os seguintes serviços de Atenção Psicossocial Especializada:

- Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) Prado Veppo: Atende pessoas com transtornos mentais graves. Localizado na Avenida Helvio Basso, 1245. Telefone: (55) 3921-7042;
- Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPS i) “O Equilibrista”: Atende crianças e adolescentes com transtornos mentais. Localizado na Rua Minas Gerais, nº 11 (esquina Rua Gaspar Martins). Telefone: (55) 3921-7218;
- Centro de Atenção Psicossocial AD II Caminhos do Sol: Atende pessoas com transtornos decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas. Localizado na Rua Euclides da Cunha, 1695. Telefone: (55) 3212- 9055;
- Centro de Atenção Psicossocial AD II Cia do Recomeço: Atende pessoas com transtornos decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas. Localizado na Rua General Neto, nº 579. Telefone: (55) 3921-1099.

Os CAPS AD do Município desempenham suas funções de forma territorializada. Além dos Centros de Atenção Psicossocial, o município de Santa Maria conta com as policlínicas organizadas por Região Administrativa:

- Região Central: Unidades de Saúde José Erasmo Crossetti (Rua Floriano Peixoto, 1752) e Nossa Senhora do Rosário (Rua Serafim Valandro, 400);
- Região Leste: Unidade de Saúde Wilson Paulo Noal (Rua Monte Carlo, S/N. Camobi);
- Região Norte: Unidade de Saúde Kennedy (Rua Vereador Dário Leal Da Cunha, S/N, B. Salgado Filho);
- Região Noroeste: Unidade de Saúde Itararé (Rua Assis Brasil, 400, Bairro Itararé);
- Região Oeste: Unidade Rubem Noal (Avenida Paulo Lauda, 80 - Cohab Tancredo Neves).

Além dos serviços citados acima, a população pode contar ainda com:
- Acolhe Saúde (serviço responsável pelo atendimento às vítimas da tragédia ocorrida na Boate Kiss);
- Policlínicas do Rosário e Erasmo Crossetti (responsável pelos atendimentos dos casos leves e moderados que não se caracterizam como sendo pertencentes aos CAPS).
 

Atenção Hospitalar:
Segundo a Portaria 3.088/2011, um dos pontos da Atenção Hospitalar na RAPS são as enfermarias especializadas em Hospital Geral, bem como os Hospitais de Referência para atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, oferecendo suporte hospitalar através de internações de curta duração em situações assistenciais que evidenciarem indicativos de ocorrência de comorbidades de ordem clínica e/ou psíquica, sempre respeitadas as determinações da Lei nº 10.216/2001, e sempre acolhendo os pacientes em regime de curtíssima ou curta permanência. Desta forma, o município de Santa Maria conta com os seguintes serviços de suporte hospitalar, na região de abrangência da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde:

- Hospital Casa de Saúde – Unidade Madre Madalena (Santa Maria/RS);
- Hospital Universitário de Santa Maria – Unidade Paulo Guedes (Santa Maria/RS);
- Hospital Santo Antônio (São Francisco de Assis/RS);
- Hospital de Caridade de Santiago (Santiago/RS);
- Instituto de Saúde e Educação Vida – ISEV (Cacequi/RS);
- Hospital Nossa Senhora da Piedade (Nova Palma/RS).

   

Rede de Atenção Psicossocial

 

Atenção Básica

Formada pelas Estratégias de Saúde da Família (ESF); Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Equipes de Agente Comunitário de Saúde (EACS).

Urgência e Emergência

Formada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU); Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Pronto Atendimento Municipal (PAM).

Atenção Especializada

Formada pelas Unidades de Atenção Especializada (Policlínicas) e Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Atenção Hospitalar

Formada pelos 105 leitos de internação psiquiátrica localizados nos hospitais conveniados do Sistema Único de Saúde da região Verdes Campos e Entre Rios, no Rio Grande do Sul.

     

                                                                

Texto: Ana Bittencourt (Mtb 14.265)
Foto: Deise Fachin
Superintendência de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria          





Prefeitura Municipal de Santa Maria
Centro Administrativo, Rua Venâncio Aires, 2277
Expediente externo: 7h30 às 13
Telefone: (55) 3921.7000 CEP: 97010-005

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.

Topo da Página | Página Inicial